Isekai Tensei Soudouki - V1-C1 (Parte 1): Trapaça nos Assuntos Domésticos, Comece!

Atualizado: 21 de Set de 2021

Tradutor: Reik


「Aqui, a mesada deste mês. Não desperdice com coisas inúteis, ok? 」


「Tou-sama! Obrigada!」


Balud estendeu as duas mãos com uma voz infantilmente enérgica e aceitou uma moeda de prata de seu pai Ignis.


A maior parte do território da Casa Cornelius era ocupada por florestas, com poucas terras aráveis. Não poderia ser descrito como uma situação boa para suas finanças, mas mesmo assim eles ainda eram uma família de Conde. A família deles era muito rica quando comparada aos plebeus em geral.


O dinheiro que Ignis dera a Balud até agora era de 72 moedas de prata. Se esse valor fosse convertido para a moeda do Japão moderno, seria o equivalente a 1.400.000 ienes, mais ou menos.


Ignis deu ao filho uma mesada todos os meses, desde os cinco anos de idade, para ensiná-lo o valor do dinheiro e como administrá-lo.


No entanto, Balud, que possuía conhecimento de sua vida anterior, naturalmente entendeu o valor do dinheiro. Ele até compreendeu, até certo ponto, quanta influência os assuntos financeiros tinham na sociedade.


Se alguém estivesse apenas olhando para o resultado, o que Ignis fez foi simplesmente o gatilho que despertou o instinto do homem adormecido dentro de Balud.


**


「Fuhehehe ...... este brilho é sempre bom, não importa quantas vezes eu o veja ......」


「Jovem mestre. Eu já disse isso tantas vezes, é assustador ver você fazendo essa cara. 」


Seyruun franziu as sobrancelhas bonitas ao ver Balud encarando a moeda de prata com alegria.


(Nossa! O jovem mestre seria perfeito se ele não fosse assim ...)


**


Seyruun se tornou a empregada pessoal de Balud cerca de cinco anos atrás.


Ignis não falou sobre o motivo em detalhes, mas parecia ser causado por seu amor paternal que queria dar a Balud um amigo da mesma geração, já que ele estava preocupado com a mente instável de Balud.


Por causa disso, Seyruun também foi amiga de infância de Balud. Ela mesma também pensava em Balud como um irmãozinho fofo que também era difícil de lidar.


Seyruun nostalgicamente se lembrou da época em que foi trazida para se encontrar com Balud pela primeira vez.


Balud, que ainda tinha seis anos na época, era um menino com rosto e corpo atraentes que todos reconheciam.


No entanto, a fala e a conduta que ele às vezes demonstrava trairiam sua aparência. Isso fez Seyruun perceber.


Não, ela foi forçada a perceber.


『Você não é adorável?』 Balud disse primeiro com um sorriso complacente e olhos gentis, como se ele fosse um avô apaixonado por Seyruun. E então Balud de repente gritou 『Uma garotinha!』 Com o rosto vermelho enquanto rolava. Ele se parecia com o irmão mais velho dela, três anos mais velho do que ela, que fora fortemente influenciado por uma grande mania na capital real.


Ela desejou que ele parasse de lançar olhares em sua direção enquanto corava com aquele olhar para cima.


Embora ainda fosse uma menina de oito anos, como mulher, ela era sensível a esse tipo de olhar por natureza.


Além disso, Seyruun também era popular como uma linda garota com seu cabelo castanho e olhos redondos castanhos avermelhados que ela herdou de sua mãe, e seus traços faciais simétricos. Ela não era boa com esse tipo de olhar, desde criança.


**


「Onee-chan, quer jogar?」


Aquele que falava com olhos preocupados com Seyruun quando ela estava se sentindo tão confusa não era o menino que dava um sentimento de avô ou alguém que era como seu estranho irmão mais velho, mas um menino um pouco tímido.


Seyruun se sentiu intrigada com a personalidade de Balud, que ficava mudando rapidamente, mas mesmo assim seu desejo de proteger foi incitado por aquele olhar preocupado tanto que ela queria abraçá-lo. Ela dobrou o joelho para combinar sua linha de visão com a do menino e sorriu.


「É claro.」


No instante em que viu os olhos tímidos de Balud, ela pensou em Balud não como o filho mais velho de seu lorde a quem ela deveria devotar sua lealdade, mas como um membro da família que ela deveria tratar com ternura e amor.


Desde aquele dia, Seyruun se tornou um guardião de Balud no lugar de Maggot. Ela se tornou sua irmã mais velha a quem ele poderia bajular e também uma amiga que era próxima a ele em idade.


**


No passado, Balud era um menino delicado que tinha medo até de dormir sozinho.


Mas agora, aos onze anos, ele havia se tornado obstinado e atrevido. Às vezes, isso fazia Seyruun questionar seriamente se havia algum tipo de erro.


「Sey-nee, me conte uma história?」


「Ufufu ... o jovem mestre adora ouvir histórias antigas.」


Os dois estariam sempre juntos, desde a manhã, quando Balud acordava, até a noite, quando ia dormir.


「Sey-nee é quente ...」


Abraçar Balud, que gostava de contato para dormir, estimulou muito a maternidade de Seyruun.


Se ela tivesse um irmão mais novo, ele seria tão adorável?


Quanto mais sentia a temperatura do corpo de Balud, mais difícil era para ela se soltar. Isso a fez inconscientemente apertar o abraço.


Ela estava começando a questionar se seu afeto tinha ido longe demais, mas mesmo assim ela não conseguia parar de mimar Balud.


Por outro lado, sua atitude mudava completamente em relação às outras personalidades que às vezes apareciam.


『S-sem travesseiro de corpo com sutiã ... guhah! Ai! Isso dói! Buberah! Gefuu! 』


「A punição deve ser dolorosa.」


『I-isto também é bom à sua maneira!』


Masaharu pareceria feliz por algum motivo, embora estivesse sendo punido. Isso fez Seyruun ficar arrepiada e gritar.


「…… Saia já do jovem mestre! Seu pervertido! 」


No dia seguinte, quando Balud acordou, ele murmurou 「Minhas bochechas doem por algum motivo ...」. Seyruun só podia olhar para ele com uma cara extremamente culpada.


**


Conforme o tempo passava e os dois se conscientizavam da curva feminina de amadurecimento de Seyruun, os dois não dormiam mais juntos. Mas, na verdade, só aconteceu há dois anos.


Até então, eles estavam juntos, mesmo quando tomavam banho, então era natural que Balud não pudesse se opor a Seyruun.


Masaharu que às vezes gritava animadamente coisas como 『Muito fofa!』 Com os olhos injetados de sangue seria severamente punido. Talvez por causa disso ele rapidamente parou de aparecer.


Porém,


「Esta é a única coisa que eu não vou ceder, mesmo que seja Sey-nee ...」


O Balud de onze anos soltou uma risada abafada como um cara mau. Ele não parecia uma criança, como sua aparência sugeria.


Era a verdadeira natureza de Balud que apenas Seyruun conhecia. Ele não mostrou esse lado dele mesmo para Maggot neste momento.


Seyruun lembrou do adorável Balud com um olhar distante e soltou um suspiro que veio do fundo de seu coração.


「Eu tive o suficiente. Eu já desisti ... 」


「Porque eu acredito que o jovem mestre não se desviará de sua própria humanidade ...」


Ela disse isso. Porque seria preocupante se Balud, que inutilmente possuía muito conhecimento, fizesse ainda mais do que isso.


「Kuhihi ...... a sensação dessa prata fria é maravilhosa!」


**


「Eu menti quando disse que desisti. Ajoelhe-se ali, jovem mestre. 」


**


No instante em que viu Balud esfregando a mesada na bochecha com amor, Seyruun percebeu que seu pensamento era superficial.


Parecia que era necessário disciplinar Balud estritamente mais uma vez a fim de criá-lo para ser o próximo chefe da Casa, um que não traria nenhuma vergonha para a Casa Cornelius, não importando onde ele estivesse.


**


O amor de Balud pelo dinheiro não começou recentemente.


Ele amava tanto o dinheiro que suspeitava que talvez o tivesse amado desde que nasceu.


Antes de Balud ter consciência das coisas ao seu redor, mesmo antes de suas outras personalidades virem à tona, Balud mostrou interesse em moedas de prata ou ouro em vez de brinquedos de bebê. Ele era um bebê estranho.


Essa tendência se tornou marcante desde que a memória de suas vidas passadas despertou quando ele tinha cinco anos.


Uma criança que não parava de sorrir ao olhar para uma moeda de ouro, não importa quanto tempo passasse. Esse tipo de visão assustadora costumava ser encontrada na Casa Cornelius.


No entanto, feliz ou infelizmente, esse estranho hábito de Balud foi remediado por Maggot, que entendeu mal que Balud gostava de coisas brilhantes.


Em vez de uma moeda de ouro, ela fez o menino de cinco anos segurar uma faca ou uma espada curta e ensinou-o a manusear coisas afiadas. Esse também foi um ato aberrante o suficiente para que Balud aprendesse o quão perigoso era mostrar sua fixação por moedas de ouro na frente de Maggot.


Depois disso, Balud parou de mostrar sua hiper-fixação por dinheiro na frente de seus pais.


Foi apenas para Seyruun que esteva junto com Balud quase todo o dia que ele mostrou um vislumbre de sua verdadeira natureza, em um grau que não era muito excessivo.


Claro, esse estranho hábito não pertencia ao próprio Balud ou a sua vida anterior Oka Masaharu.


Foi a disposição pecaminosa de um general menor que viveu durante os últimos anos do período dos Reinos Combatentes - a vida anterior de Balud, Oka Sanai.


**


Oka Sanai, era apenas um maníaco sério dos Reinos Combatentes ou pessoas da terra que ele governou conheceriam este nome.


Ele nasceu na região de Wakasa. Primeiro ele serviu Niwa Nagahide, um vassalo sênior de Oda Nobunaga. Depois disso, ele foi contratado por Gamou Ujisato como vassalo chefe. Devido à morte de Ujisato, houve uma discórdia interna no Clã Gamou e ele mudou-se para servir Uesugi Kagekatsu, um membro do Conselho dos Cinco Anciões (comitê de daimyo formado por Toyotomi Hideyoshi para governar o Japão até que seu filho Hideyori atingisse a maioridade).


Sanai era conhecido como uma pessoa habilidosa na guerra. Ele frequentemente levantava conquistas no campo de batalha, mas seu nome permanecia na história principalmente por causa da maneira como acumulava riquezas.


Sanai também realizava atividades mercantis, como emprestar dinheiro aos colegas e acumular riquezas. Ele foi o maior ganhador de dinheiro na era dos Reinos Combatentes.


Além disso, ele não era simplesmente bom em ganhar dinheiro. Pode-se dizer que não houve ninguém que amou tanto o dinheiro quanto Sanai na história do período dos Reinos Combatentes.


Ao mesmo tempo, ele também era conhecido como um guerreiro valoroso. Uma vez, ele liderou menos de 150 soldados para brincar com o exército de Date, que na verdade somava cerca de 15.000. Houve também o tempo em que ele explodiu o capacete de Date Masamune com um único golpe de sua lança e até o levou a um canto onde ele quase conseguiu finalizá-lo.


Ele também tinha um espírito de cavalheirismo, como pode ser visto em como ele queimou os contratos de dívida entre ele e seus colegas do Clã Uesugi, cujo território havia sido reduzido, e cancelou todas as dívidas restantes, que haviam chegado a um tamanho considerável .


Quando Sanai deixou o Clã Uesugi, Naoe Kanetsugu que uma vez disse diretamente para ele:「Dinheiro é algo sujo para uma mão que está segurando o leque de guerra」 Masamune lamentou 「O Clã Uesugi perdeu um samurai que poderia ser mais útil para ele do que qualquer um no futuro 」.


Foi uma declaração verdadeira. Naquela época, o período dos Reinos Combatentes estava terminando e a era da administração civil se aproximava. Para o Clã Uesugi, que estava repleto de generais musculosos, Sanai com seu talento para ganhar dinheiro seria mais precioso do que joias naquela nova era.


**


Como Balud tinha a memória de Masaharu, ele próprio teve a consciência de se sentir envergonhado por esse fetiche. Mesmo assim, a profundidade da pecaminosidade de Sanai em relação ao desejo por dinheiro ganhou a vitória no desenvolvimento da personalidade de Balud durante sua infância.


「Eu menti quando disse que desisti. Ajoelhe-se ali, jovem mestre. 」


Balud não queria apenas esfregar a moeda nas bochechas, ele queria cheirar a moeda de prata como um cachorro e desfrutar de seu gosto metálico com a língua. Mas ele mal conseguiu suprimir sua luxúria.


Porque não se poderia dizer que seria sábio se ele agitasse Seyruun ainda mais do que isso.


「Estou errado. Por favor me perdoe.」


「Meu Deus ...... Espero que o jovem mestre esteja realmente pensando isso.」


Seyruun disse isso e soltou um suspiro pesado.


Não havia como Balud corrigir sua conduta apenas com isso. Seyruun, que vivia com ele desde pequenos, sabia disso melhor do que ninguém.


No entanto, ela não foi capaz de ser muito dura quando Balud se prostrou diante dela sem se importar com sua aparência.


No final, a própria Seyruun também era fraca contra seu adorável irmão mais novo.


「Então, eu vou sair!」


「Ah! Jovem mestre, por favor, espere! Ainda não terminei de falar! 」


「Desculpa! Vou ouvir quando eu voltar para casa! 」


Balud correu para fora da mansão como uma flecha. Seyruun só pôde colocar as mãos na cintura e se despedir dele exasperada.


Ela sabia que ultimamente Balud estava planejando algo secretamente.


Parecia que ele estava reunindo as crianças da cidade, mas infelizmente os pirralhos da cidade tinham um forte senso de solidariedade e não contavam nada a ela.



「... Caramba, haverá punição quando você chegar em casa!」


Mesmo assim, Seyruun não tinha a menor suspeita de que Balud se envolveria em qualquer delito.