God's Eyes - Capítulo 93: Batalhas de Classes: COMECEM

Tradutor: Ydominuss


Jason acordou de manhã cedo, fazendo seu treino antes de se lavar e vestir o uniforme escolar.


Era segunda-feira e hoje era o primeiro dia da primeira batalha de classes.


Não havia muitas regras para as batalhas de classes e era muito simples.


Uma batalha de classes consistiria em três rodadas,


O primeiro turno permitia que os alunos lutassem contra o número correspondente da classe oposta.


Uma vez que alguém era expulso da arena de combate ou incapaz de continuar lutando, isso significava que esse aluno seria imediatamente expulso.


Pode-se dizer que foi a primeira rodada de nocaute.


Após a primeira rodada na segunda rodada, a classe de classificação mais baixa poderia desafiar seu primeiro oponente, enquanto a terceira rodada permitia que a classe de classificação mais alta desafiasse os alunos.


Com isso, pode-se preparar diversos tipos de táticas para vencer a batalha de classes.


Não era apenas uma batalha física, mas também mental.


Os professores não podiam interferir nas lutas da classe e era proibido dizer aos alunos qual adversário eles deveriam escolher.


Aprender táticas era importante para futuras sessões de caça porque provavelmente se entraria em um esquadrão de caça.


A comunicação e um certo grau de conhecimento geral eram aspectos importantes para caçar para sobreviver na selva.


A classe 75 não tinha aprendido nada sobre tática desde que entraram no colégio, mas suas proezas de combate aumentaram muito.


Após o terceiro turno terminar, a classe com o maior número de alunos restantes na arena de combate permaneceria em sua classificação se fosse desafiada ou trocaria de classe.


A classe 75 lutaria contra a classe 74 primeiro.


Se sua classe saísse vitoriosa, eles se tornariam a classe 74 e seu caminho poderia continuar.


No entanto, se a classe 74 vencesse, a outra classe poderia continuar seu caminho para as outras classes, enquanto a classe 75 permaneceria exatamente a mesma.


Enquanto sua classe estava lutando contra a classe 74, a classe 73 lutaria contra a classe 72 e assim por diante.


Cada dia, 6 classes lutariam umas contra as outras.


Em circunstâncias normais, não ocorreria muitas mudanças nas classificações de classe, com apenas algumas exceções.


Como a turma 75 tinha 25 alunos a mais do que qualquer outra turma, seria injusto, uma vez que as mesmas regras se aplicassem a eles como a todas as outras.


Com isso, 25 alunos não teriam permissão para entrar no ranking das turmas.


Para tornar mais justo a turma votou nos alunos que deveriam participar de cada rodada do ranking da turma.


Normalmente, alguém escolheria os melhores 200 alunos, mas não este ano


Havia muitos alunos irregulares na turma 75 que as outras turmas não conheceriam.


Jason, por exemplo, era um deles.


Ele era o número 224, mas empatado com Leo Heart, que era o número 4 de sua classe e sua classificação principal de mana aumentou como um dos únicos nas últimas semanas.


E não apenas uma ou duas vezes, mas três !! Se alguém acrescentasse o primeiro dia de aula, a classificação principal de mana de Jason aumentou quatro níveis ao longo de sua vida escolar, enquanto outros estavam prestes a avançar depois de alguns dias.


Jason quase derrotou um instrutor classificado Magus enquanto lutava com a mesma classificação central de mana e forçou o instrutor a liberar suas restrições.


Mas ele não foi o único especial na pior turma deste ano.


Dos 40 alunos que concluíram a difícil tarefa fornecida por seu professor, pelo menos metade deles estava abaixo da 150° posição.


Existiam muitos alunos estranhos com uma classificação ruim na classe, mas algumas características especiais como despertares excepcionais da alma, alta amplificação ou vínculos de alma especiais com algum tipo de afinidade única.


Havia também um aluno com uma compreensão excepcional que provavelmente era tão boa quanto a de Jason ou talvez até melhor.


Em sua maioria, eram alunos de admissão especial que tendiam a evitar ser intimidados ou implicados em brigas ao escolherem ficar para trás em sua classificação.


Era mais provável que eles jogassem discretamente, mas isso não significa que eles se encolheriam atrás de seus colegas quando as batalhas começassem.


Também não adiantava ficar em uma posição mais alta na classe atual e era apenas para mostrar, porque os recursos que eles recebiam eram principalmente técnicas de artes marciais ou tempo no círculo de coleta de mana.


As classes mais altas provavelmente receberiam poções e outras coisas que deveriam ser distribuídas de acordo com suas classificações.


Mas agora ainda era inútil ter uma classificação mais alta do que seus colegas de classe.


Como tal, a classe decidiu deixar os casos especiais lutarem por todos os três rounds, enquanto alguns alunos desanimados que pensavam que eram especiais eram forçados a decidir se não brigavam de jeito nenhum ou trocavam com outros alunos.


Jason estava agora no número 200 em sua classificação de classe por enquanto, até que as batalhas da classe terminassem e ele seria capaz de lutar em todos os rounds, uma vez que vencesse o primeiro.


Ele terminou seu café da manhã enquanto caminhava para a escola, enquanto Greg e Malia usavam seus elos de alma para cavalgar até a escola principal.


Dentro da nave, Jason praticou o segundo nível do caminho mais comum do Inferno Celestial.


Quando ele terminou, a nave chegou no momento perfeito e Jason a deixou depois de pagar.


Ele entrou no primeiro andar da arena onde seus colegas já estavam esperando de um lado, enquanto Jason também podia ver cerca de duzentos pares de olhos examinando-os.


Ativando seus olhos de mana, Jason ficou um tanto surpreso.


Suas fileiras centrais de mana eram praticamente as mesmas que as deles.


Poucos deles tinham uma afinidade elementar misturada com seu mana, o que significava que haviam formado um elo espiritual com uma besta física.


Essa era uma boa notícia porque o maior problema de Jason nas lutas eram os ataques elementais, que ele notou enquanto lutava com Leo.


Ele era facilmente distraído por seus espinhos de terra e seria facilmente derrotado se não estivesse prestando atenção suficiente.


Jason sabia aproximadamente com quem ele queria lutar no primeiro round, o que o fez sorrir levemente.


Com seu 9º grau de Novato e o pequeno aumento de força, ele conseguiria derrotar o aluno de rank baixo Adepto que parecia ser o pior dos alunos da Classe 74.


A diferença entre o pico da classificação de Novato e o primeiro grau de Adepto era grande, em torno de 30% a 50%, mas Jason estava confiante em suas próprias capacidades.


Jason poderia lutar contra Greg de frente se ele restringisse sua força comparável à de Jason.


A única exceção foi a amplificação de seus elos de alma.


A destreza de Greg na batalha era essencial, mas ele não era o mais inteligente de sua família, fazendo com que Jason lutasse com muitos truques contra Greg.


Mas quem diria algo contra isso se eles travassem uma batalha de vida ou morte?


Greg tinha uma ligação espiritual incrível que melhorou seu físico em quase três níveis quando ele restringiu sua força para corresponder ao núcleo de mana de Jason.


Foi principalmente graças à amplificação física de seu mundo de alma.


Lutar contra alguém assim não seria tão inteligente, mas felizmente a velocidade de Greg não era muito amplificada graças às características do touro com chifre reforçado.


Ele só alcançou o nível de iniciante Adepto, razão pela qual Jason pôde lutar contra Greg.


Não demorou muito para que todos se reunissem e as duas classes estavam perfeitamente divididas.


Jason achou ridículo ver que alguns até olhavam uns para os outros com espírito competitivo.


Ninguém queria perder!


Talvez houvesse uma chance de entrar nos olhos de alguns professores de alto escalão, uma vez que suas proezas de combate divinas fossem vistas.


Mas se eles enfrentassem a realidade, nenhum professor com quaisquer autoridades decentes iria assistir às batalhas de classes das turmas mais baixas da escola afiliada mais fraca.


Não seria uma perda de tempo? Ninguém poderia responder a isso e se alguém atraísse a atenção com suas proezas de combate ou outras capacidades, os diretores ou árbitros relatariam isso aos superiores.


Pontualmente com o início da escola, o Sr. Greil entrou no primeiro andar da Arena com um homem de meia-idade de aparência mediana ao lado dele.


Jason ativou seus olhos de mana e percebeu que este homem de meia-idade tinha apenas um pouco mais gotas de mana liquefeita dentro de seu núcleo de mana do que o instrutor Brian, mas o tamanho de seu núcleo de mana parecia ainda pior do que o dos instrutores.


O professor da classe 74 era provavelmente mais fraco do que o instrutor Brian, o que ele achou bastante engraçado.


Quando os alunos viram seus respectivos professores entrando no grande salão da arena, todos pararam de falar uns com os outros.


Till foi o primeiro a dizer algo: "Hoje, vamos ter a primeira batalha de classes de nossos alunos do primeiro ano. Todos devem estar familiarizados com as regras. Se ninguém tiver dúvidas, podemos começar imediatamente!"


A turma 75 já sabia que seu professor estava impaciente, mas seu oponente estava um pouco surpreso com isso.


O professor estava sempre explicando tudo duas ou três vezes, até que até mesmo os alunos retardados pudessem entender tudo, mas o professor da turma 75 não explicava tudo várias vezes e começava logo de cara.


Como 200 batalhas aconteceriam ao mesmo tempo, eles usariam armas de treinamento que eram opacas e lançariam algum tipo de cor neon mágica para pintar o inimigo alvo uma vez atingido.


Uma vez que uma certa quantidade de tinta foi lançada em um oponente, a IA da arena apontaria o combatente como 'morto'.


A cor teria uma certa flutuação de mana que a IA detectaria para determinar se alguém estava "gravemente ferido", "incapaz de continuar a luta" ou "morto" e a luta terminaria imediatamente.


Seria um desperdício de créditos contratar árbitros, pois era fácil ver o quão pesado alguém estava ferido pela quantidade de cor liberada pela arma e assim por diante.


Economizar créditos era importante para todos e os árbitros eram exagerados para essas batalhas de classes triviais.


Provavelmente, apenas em uma ou duas semanas, quando as lutas se tornarem mais interessantes, as classes de baixa classificação irão querer assistir às batalhas de seus pares, a fim de acumular mais experiência por meio de observações.


Quando isso acontecesse, os professores atuariam como árbitros, explicando os erros e falhas cometidos durante as batalhas para suas próprias turmas.


Jason e os outros teriam que alcançar essas classes mais altas primeiro, antes que pudessem usar suas próprias armas, com as quais eles se sentiam confortáveis.


Todos estavam prontos para começar quando Jason foi para a arena 200, que era a mais distante de todos.


Segurando duas adagas de treinamento que eram relativamente bem equilibradas e dez pequenas facas, que poderia lançar, Jason estava pronto para lutar contra seu oponente.

E exatamente como ele previu, o aluno que Jason encontrou como o mais fraco agora estava parado em frente a ele, ligeiramente hesitando quando ele assumiu sua posição de combate.


A única razão pela qual ele estava hesitando era por causa dos olhos de Jason que pareciam de alguma forma frios, como se ele fosse sua presa, mesmo que ele estivesse confiante em derrotar seu oponente em circunstâncias normais.


Depois de saber que Jason não era nem mesmo um Adepto, arrepios apareceram por todo o corpo do aluno, mesmo que fosse ilógico.


Jason assumiu sua posição de combate de Cavaleiro com Armamento e esperou pelo sinal de partida sem desviar o olhar de seu oponente.


"3 ... 2 ... .1 ..: Comecem!" Quando Jason ouviu o sinal de partida, ele pegou uma faca de arremesso em sua mão enquanto seu oponente se superou, decidindo atacar seu inimigo com sua espada curta em sua mão, pronto para atacar Jason.

0 visualização0 comentário

Contate-me pelo Discord