Divindade: Contra o Sistema Divino - Capítulo 58: Razão Real

Atualizado: 19 de set. de 2021

Tradutor: Ydominuss


Bulga sentiu que Ryder estava parecendo muito mais intimidante. Embora ele não pudesse ver nenhuma mudança em Ryder, era uma sensação que ele estava obtendo de seu núcleo.

"Ei? Por que você está parado aí? Devemos sair. Vai ser de manhã muito em breve", Ryder gritou para Bulga enquanto esperava em cima da fera voadora.

"Ah, ah, certo. Desculpe", Bulga saiu de seu torpor ao responder. Ele caminhou em direção à besta voadora também.

A besta voadora começou a voar na direção do palácio.

Não demorou muito para que eles chegassem ao palácio da duquesa Devilia. Enquanto Bulga voltava ao seu dever, Ryder entrou no palácio e caminhou em direção ao seu quarto.

Ryder estava andando no corredor quando a duquesa Devilia saiu de seu quarto. Ela viu Ryder e não pôde deixar de franzir a testa.

"De onde você vem? Eu não disse para você não sair do palácio?" A duquesa Devilia perguntou enquanto olhava para Ryder com o cenho franzido.

"Ah, eu saí para tomar um pouco de ar fresco e fazer algum exercício. Eu também fui para a sua floresta de caça para ver como são as feras deste lugar. Eu não podia esperar até de manhã. Meu mestre me disse que se eu queria fazer algo, eu deveria fazer isso sem atrasar muito, então eu fiz isso à noite, "Ryder disse sem parecer muito preocupado.

Ele tinha certeza de que Devilia obteria respostas de Bulga; portanto, ele não escondeu nada. Não havia nada de errado que o punisse de qualquer maneira. "Sua Majestade disse isso? Isso soa como algo que ele diria. Ele próprio era bastante impulsivo, afinal," Devilia deixou escapar com um olhar pensativo no rosto.

"De qualquer forma, se você quisesse caçar, poderia vir até mim. Eu o traria pessoalmente para ver minha coleção. O que teria acontecido se você tivesse sido ferido?" Ela perguntou.

"Você estava dormindo, então eu não queria incomodá-la. De qualquer forma, está tudo bem. Estou perfeitamente bem, não estou? Além disso, eu tive alguma ajuda comigo. O Guarda Chefe me escoltou e me protegeu. Eu também tinha o talismã que eu poderia usar para contatá-lo se precisasse de sua ajuda ", respondeu Ryder.

Ele esticou os braços enquanto bocejava antes que ela pudesse responder.

"Estou com bastante sono. Podemos conversar mais tarde?" Ryder disse com um olhar sonolento em seu rosto.

"Hmm? Ah, certo. Você deve ter ficado acordado a noite toda. Vá dormir um pouco. Vou informá-lo quando precisar de você", disse a duquesa Devilia.

"Obrigado," Ryder respondeu.

Ele passou por ela e deu um passo em direção ao seu quarto.

Assim que ele abriu a porta e entrou no quarto, ele encontrou Miyali sentada na cama.

"Você acordou tão cedo?" Ryder perguntou com um sorriso enquanto caminhava até lá e se sentava ao lado dela.

"Sim. Você saiu?" Ela perguntou.

"Sim. Saí para tomar um pouco de ar fresco", Ryder disse sorrindo.

"Posso te perguntar uma coisa?" Ela perguntou enquanto olhava para Ryder com seus lindos olhos vermelhos.

"Sim, claro. Você está livre para falar comigo sobre qualquer coisa. Basta me considerar seu amigo", Ryder respondeu com um sorriso.

"Por que você me salvou?" Ela levantou uma questão.

"Hmm? Por que eu salvei você? Apenas presuma que eu não gostei do fato de eles serem tão cruéis. Pelo erro do seu pai, eles queriam torturar você. Eu odiei isso. Além disso, eu sabia que poderia derrotá-los , então a experiência também desempenhou um pequeno papel ", respondeu Ryder.

Antes de pular para salvá-la, ele já tinha visto as estatísticas dos Demônios. Só quando teve certeza de que conseguiria lidar com eles, ele se intrometeu.

"Meu pai não errou! Ele era inocente!" Miyali insistiu em um tom elevado.

"Ah, desculpe por usar esse termo. Eu não quis dizer isso. Não sei o que aconteceu, afinal," Ryder se desculpou.

"Meu pai foi incriminado. Ele descobriu um segredo sobre o Demônio Lorde da Cidade, e é por isso que ele foi morto. Eles o mataram para silenciá-lo", explicou Miyali. Ryder podia ver a tristeza em seu rosto.

"Que segredo?" Ryder perguntou com curiosidade.

"O Lorde da Cidade estava preparando uma formação. Ele queria sacrificar todas as pessoas da cidade para que pudesse aumentar sua força por meio daquele ritual sombrio. Meu pai descobriu sobre isso", disse Miyali.

"Por que você não informou as pessoas da cidade então?" Ryder perguntou.

"Hah, conte para aquelas pessoas cruéis? Meu pai contou a esses bastardos tudo sobre isso. Eles nem mesmo acreditaram. Então o Lorde da Cidade o acusou de tentar destroná-lo e o matou por desinformar os cidadãos. Meu pai foi morto. Não que as pessoas da cidade não tenham sido informadas. É que elas não acreditaram ", ela respondeu.

"Eu acho que este é realmente o Reino dos Demônios. Eles têm formações tão brutais aqui", Ryder suspirou.

Houve silêncio por um breve momento.

"Ah, certo, você é de fora. Como é esse lugar?" Miyali perguntou depois de algum tempo com curiosidade.

"O lado de fora? Bem, eu não acho que seja tão cruel quanto aqui, mas há pessoas más lá também. Existem monstros e vários mistérios esperando para serem descobertos. O que eu mais odeio é a política, no entanto. Os Reis podem ser realmente cruéis ", explicou ele com um sorriso irônico ao se lembrar de alguns incidentes de sua linha do tempo anterior.

"Você é realmente um discípulo de Sua Majestade? Eu não o vi antes, mas ouvi muitas histórias sobre sua bravura pelo meu pai. Já que você é seu discípulo, posso perguntar que tipo de pessoa ele é?" ela perguntou.

"Ele? Ah, ele é muito rígido na maior parte do tempo, mas ele é bastante protetor comigo também. Além disso, ele é super forte", Ryder contou a ela as histórias que inventou.

Os dois conversaram por um bom tempo. Miyali estava inicialmente hesitante e com medo, mas ela acabou se tornando mais próxima de Ryder. Ela não estava com tanto medo quanto antes e foi capaz de abrir seu coração e falar sobre as coisas.

____________

Ryder estava conversando com ela quando recebeu uma mensagem da duquesa Devilia através do talismã que ela havia dado a ele. "Desculpe, já volto. A Duquesa precisa de mim para alguma coisa", Ryder disse a Miyali enquanto se levantava e ia embora.

Ele tinha visto o quarto de Devilia pela manhã, então não foi muito difícil encontrá-lo. Ele bateu na porta.

"Você pode entrar", ele ouviu a voz de Devilia de dentro.

Ele abriu a porta e entrou na sala.

9 visualizações0 comentário

Contate-me pelo Discord