Divindade: Contra o Sistema Divino - Capítulo 43: Eu tenho um segredo

Atualizado: 2 de Set de 2021

Tradutor: Ydominuss


"Oh, isso? Eu estava no banho quando recebi sua ligação. Acabei de sair. A água ainda está quente. Você quer entrar comigo?" Ela disse piscando para Ryder.


"Ummm ... Talvez mais tarde. Você tem uma cerveja ou algo assim?" Ele perguntou a ela.


"Sim. Eu tenho uma garrafa bem ali. Vou pegar uma bebida para você." Ela disse enquanto caminhava em direção a uma mesa.


Ao pegar a garrafa, ela deixou cair as chaves que estavam sobre a mesa.


"Minha culpa", ela murmurou enquanto se inclinava para frente para pegar as chaves.


Uma vez que sua toalha mal cobria seu essencial, quando ela se inclinou para frente, Ryder foi capaz de ver seus preciosos pedaços claramente.


'Ela é muito boa. Posso ver o que ela está tentando fazer.' Ele pensou, mas não tirou os olhos dela.


Ela levou seu doce tempo pegando a chave como se estivesse dando a Ryder todo o tempo que podia para admirar sua beleza.


Ela finalmente pegou a chave e colocou-a sobre a mesa.


Ela despejou a cerveja em dois copos e colocou a garrafa de volta.


Ela pegou um copo com as duas mãos e caminhou em direção a Ryder.


"Aqui está, Sr. Maxwell." Ela deu a ele um copo enquanto se sentava no sofá.


"Estou tão feliz que você reservou algum tempo de sua agenda lotada para vir me ver. Eu não posso te dizer o quão feliz estou." A garota disse.


Ela deu um tapinha no local perto dela como se estivesse gesticulando para que ele se sentasse perto dela.


"Sim. Eu estava pensando em ligar para você há algum tempo. Finalmente, decidi ligar para você." Ele disse com um sorriso.


"Oh, certo. Por que não nos encontramos em sua casa? Por que estamos em um hotel?" Ryder perguntou indiretamente.


"Oh, isso ... Minha casa está passando por reformas." Ela mentiu.


" Oh." Ryder casualmente respondeu enquanto bebia sua cerveja.


Maria furtivamente moveu a mão e colocou-a sutilmente na coxa de Ryder.


Ryder agarrou a mão dela e a removeu de suas coxas com um olhar sério no rosto.


"Sinto muito, mas eu apenas considero você um amigo. Eu não posso chegar tão perto de você." Ryder respondeu a ela.


"Por quê? Eu não sou bonita?" Ela disse parecendo magoada.


"Isso não é verdade. Você é realmente linda. É só que ... Há uma razão pela qual eu não posso estar com você." Ele disse parecendo um pouco triste.


"Que razão?" Ela perguntou.


"E-é ​​constrangedor dizer." Ele disse.


Ele olhou para o lado oposto e não a encarou como se estivesse realmente envergonhado.


"Você pode me dizer. Eu juro que não vou contar a ninguém. Eu quero saber por que você não pode ficar comigo." Ela perguntou novamente.


"Bem, a questão é que ... eu ... eu tenho uma preferência especial." Ele disse.


"Que preferência especial?" Ela perguntou.


"Eu ... o problema é que eu só gosto de mulheres casadas." Ele mentiu na tentativa de fazê-la confessar que era casada.


N.T.: discípulo do icardi


Só nesse caso ele poderia obter dela as informações sobre o marido.


"O que, você está brincando comigo?" Ela deixou escapar um olhar surpreso.


"Eu sei que é constrangedor, mas não posso fazer nada sobre isso", Ryder disse como se estivesse decepcionado consigo mesmo.


"Eu ... eu sou casada." A garota respondeu após um breve silêncio.


"Você não precisa mentir para mim. Podemos ser amigos, afinal." Ele disse com um sorriso.


"Não, estou falando sério. Sou casada e tenho um marido que está em casa. Estou casada há 7 anos." Maria disse em um tom determinado.


"Sério? Deixe-me fazer algumas perguntas então. Qual é o nome do seu marido, e o que ele faz?" Ele perguntou como se não acreditasse nela.


"O nome do meu marido é Mark. Ele trabalha no Clube Bucky's . Ele é o braço direito do chefe." Ela respondeu a ele.


"Ahh ..." Ryder ficou surpreso ao ouvir suas palavras. Ele apenas ficou lá sentado, inexpressivo, enquanto processava suas palavras.


'Mark? Aquele cara corpulento que conheci quando fui ao Bucky's com o Bastian? Aquele com a arma? Como diabos eu vou fazer com que ele dê sua propriedade de boa vontade?' Ele deixou escapar com um olhar preocupado em seu rosto.


"Não se preocupe com ele. Ele não vai descobrir sobre nós. Podemos continuar nos encontrando secretamente. Além disso, eu acho que é o que você também quer ... ter o gostinho de uma garota casada." Ela disse com um sorriso.


"Você pode me dizer mais sobre o seu marido? Como seus pontos fortes e fracos. Eu posso usar isso para salvar minha vida se ele nos pegar." Ele perguntou mais a ela.


"Sua única fraqueza é seu chefe, eu acho. Ele não pode se opor a seu chefe, não importa o quê."


'Posso pedir a Esmi que diga a ele para fazer isso, mas não tenho certeza se isso seria considerado voluntário. Embora eu saiba meu alvo agora, o que diabos eu devo fazer sobre isso? Minha cabeça está doendo.' Ele pensou enquanto bebia a cerveja.


Ele bebeu o copo inteiro de uma vez.


Um sorriso malicioso apareceu no rosto de Maria ao vê-lo beber.


Ryder não sabia por que, mas ele sentia que algo estava estranho. Houve uma sensação um pouco estranha em seu corpo desde o momento em que bebeu a cerveja.


"Você misturou alguma coisa na cerveja?" Ele perguntou enquanto olhava para ela. Ele sentiu como se ela tivesse misturado algo na cerveja.


"Eu não, mas talvez o pessoal do hotel tenha. Eu reservei uma suíte de lua de mel, afinal. Pode ser afrodisíaco." A garota disse com um sorriso.


Ela não disse a ele que ela mesma misturou na garrafa antes mesmo de ele vir aqui, havia preparado tudo para que Ryder ficasse com ela durante o dia.


Ela sorriu ao olhar para ele.


Mas antes que ela pudesse avançar, Ryder caiu no sofá. Seus olhos estavam fechados e parecia que ele havia adormecido.


"Que porra é essa? Isso era afrodisíaco ou uma pílula para dormir?" Ela amaldiçoou ao ver Ryder.

4 visualizações0 comentário

Contate-me pelo Discord