DCSD - Capítulo 14: Indo ao Bucky's

Atualizado: 27 de jul. de 2021

Tradução: Ydominuss


<Janus não está brincando com o anfitrião.>


Janus disse sem levar em consideração os sentimentos de Ryder.

"Ah cara, tanto faz. Estou cansado demais até para discutir com você. Faça o que você quiser com essa caixa inútil."

Ryder desistiu parar de discutir quando percebeu que não era bom para ele discutir sobre algo que ele nem sabia. Enquanto caminhava pela rua 67, ele ficava examinando os arredores em busca de policiais ou capangas. Ele estava tentando sair daqui o mais rápido que podia, mas antes que pudesse andar muito, uma voz veio de trás que o fez parar.

"Ei! Pare aí mesmo!"


Ryder tentou agir como ignorante enquanto se virava. Seu batimento cardíaco estava ficando um pouco mais rápido enquanto ele se perguntava quem o havia chamado.

'Não posso deixar ninguém suspeitar de mim.' Ele pensou enquanto se virava com um sorriso inocente no rosto.

"Eu estava certo. É você! Ryder ... Ryder Flynn, certo?" Essa pessoa disse.

Ryder ficou surpreso ao ver a pessoa. Era um homem que parecia ter vinte e poucos anos. Seu cabelo ruivo flamejante parecia único, mas não parecia ruim. Ele estava usando óculos escuros pretos no rosto e roupas luxuosas. Suas mãos estavam apoiadas nos ombros das meninas que estavam à sua direita e à sua esquerda. As meninas usavam vestidos curtos que mal cobriam os joelhos claros.

"Bastian? É você?" Ryder deixou escapar um olhar perplexo no rosto.

Ele reconheceu aquele menino. Esse menino era um de seus melhores amigos na faculdade. Infelizmente, eles perderam contato após o término da faculdade.


'Eu nunca pensei que encontraria esse cara novamente. O que ele está fazendo em um lugar como este? ' Ryder se perguntou.

O nome do menino era Bastian Barrel. Ele e Ryder estudaram o mesmo curso na faculdade. Ele também era conhecido como o playboy daquele lugar.

Bastian podia ser visto com uma garota diferente a cada mês, mas não era estranho. Afinal, ele tinha dinheiro. O dinheiro, somado à boa aparência que possuía, faziam dele o namorado ideal para a maioria das garotas.

Mesmo que Bastian fosse seu melhor amigo, Ryder nunca soube o que seus pais faziam. Tudo o que ele sabia era que seus pais tinham muito dinheiro. Depois que se formaram, ele nunca mais ouviu falar de Bastian. Ele foi informado que Bastian havia deixado o país.

"Sou eu! Eu finalmente consegui te ver depois de tanto tempo", disse Bastian quando um sorriso brilhante apareceu em seu rosto.

"Você também, cara. Você saiu sem nem me dizer. De qualquer forma, quando você voltou?" Ryder sorriu. Ele se aproximou de Bastian.

"Sim, houve algumas coisas e eu tive que deixar o país, mas estou de volta agora. Acabei de pousar hoje", respondeu Bastian.

Bastian tirou as mãos dos ombros da garota e caminhou em direção a Ryder, e o abraçou.

"Isso é incrível. De qualquer forma, o que você está fazendo aqui? Este lugar não é seguro, você sabe", disse Ryder.


Ele tentou avisá-lo enquanto se separava de Bastian. Afinal, a rua 67 era conhecida por seus perigos, e ele não queria que Bastian se machucasse.

"Vou a um clube próximo. Há uma festa de aniversário para mim", disse Bastian enquanto começava a rir.

"Aniversário? Oh, certo! É 29 de março, não é?" Ryder ficou surpreso ao se lembrar. "Legal, então você se lembra da data. De qualquer forma, tentei ligar para você, mas seu número antigo não estava funcionando. Pensei que nunca mais voltaria a vê-lo", disse Bastian.

"Sim. Perdi meu telefone e perdi todos os meus contatos. Não consegui nem mesmo obter o mesmo número da companhia telefônica. As coisas estavam muito agitadas", Ryder respondeu com um sorriso irônico no rosto.

"Tanto faz, é bom ter te encontrado. Venha comigo. Vamos comemorar meu aniversário, mano!" Bastian disse com um sorriso no rosto.

Ele agarrou o braço de Ryder e o puxou.

"Ok."


Ryder não podia negar e ele queria cuidar dele também. Ele se sentia como se Bastian não entendesse o quão perigoso este lugar poderia ser. As garotas que estavam com Bastian pareciam um tanto infelizes, mas não reclamaram e simplesmente os seguiram.

Eles caminharam em direção ao clube. Assim como antes, dois caras corpulentos estavam parados na porta. O surpreendente foi que os guardas não os pararam. Na verdade, eles pareciam bastante respeitosos.

Eles conseguiram entrar no clube. Foi a primeira vez que Ryder esteve em um clube como este. Ele ficou um tanto surpreso ao entrar e ver o clube por dentro. O prédio parecia ainda maior por dentro.

A metade esquerda do prédio era como um bar. Havia um balcão e cerca de 20 mesas colocadas lá. A outra metade do prédio era muito mais interessante. enquanto a metade esquerda era um bar a metade direita era um clube de strip para entretenimento.

Havia quatro portas no prédio. Um ficava na metade esquerda do prédio que parecia ser a porta da cozinha. Não havia segurança na frente daquela porta. A segunda porta foi usada para a entrada e saída do edifício. Havia dois guardas do lado de fora da porta.

A terceira e a quarta portas ficavam do lado direito do prédio. Ambas as portas eram fortemente protegidas.


"Jovem Chefe! Você está aqui!"

Um homem veio em sua direção. Três caras o seguiram.

"Mark, onde está a tia Esmi?" Bastian perguntou ao homem em um tom casual.

3 visualizações0 comentário

Contate-me pelo Discord