Academia de Magos de Elite - Capítulo 110: Copiando

Tradutor: Ydominuss Revisor: Crat

Xiao Lin estalou a língua ao ouvir isso. Não admira que o velho concordasse tão rapidamente em pagar-lhe diariamente; se o atraso deduziria o salário de um dia inteiro, ele poderia nem mesmo ter dinheiro no final do dia.

Xiao Lin estava sentado em sua mesa no canto, e na frente dele estava uma pilha grossa de papel branco. Algumas páginas já estavam cheias de Normês Antigo. Lolander se aproximou e disse suavemente: “Este era originalmente o meu trabalho, mas posso finalmente entregá-lo a você! De acordo com as regras estabelecidas pelo professor Brown, a pessoa com o nível mais baixo em Normês Antigo estaria encarregada de copiar, e agora esse é você.”

A tarefa da equipe era na verdade muito simples, como Xiao Lin descobriu durante as conversas anteriores. Todas aquelas placas de pedra no chão estavam em pedaços e as palavras nelas já estavam sumindo - algumas delas haviam até mesmo desaparecido completamente. O trabalho deles era restaurar as placas de pedra o máximo possível e, em seguida, registrar o conteúdo delas antes de entregá-las ao professor Brown.

“Parece que meu trabalho é o mais fácil.” Xiao Lin sorriu e disse. Sua tarefa era apenas copiar todas as placas de pedra que já estavam montadas.

Quando ele disse isso, o resto deles rapidamente olhou para ele com uma expressão estranha. Lolander não pôde deixar de sorrir ao dizer: “Se fosse esse o caso, por que ele precisaria gastar dinheiro convidando alguém que conhece o Normês Antigo para fazer a cópia? Você vai entender muito rapidamente!”

O sorriso malicioso de Lolander fez Xiao Lin sentir que ele poderia ter tido uma impressão errada. Ele percebeu seu erro em apenas meia hora. Mesmo que ele não soubesse o quão problemático era o trabalho de todo mundo, copiar definitivamente não era tão fácil quanto ele pensava. Era muito mais complicado e cansativo.

O normês antigo era uma língua muito difícil. A dificuldade não residia apenas na complexidade de pronunciar as palavras, mas também na escrita. Tudo tinha uma forma estranha. Não eram hieróglifos nem alfabetos. Os escritos do antigo normês eram muito detalhados, até mesmo em um grau perverso.

Por exemplo, uma das letras precisava de um ângulo de 45 graus para que o último traço fosse correto. Se você o inclinasse em até 30 graus ou mais de 100 graus, a palavra de repente teria um significado completamente diferente.

Era um pouco semelhante a como o mandarim teria algumas palavras com várias pronúncias e significados diferentes. Em Normês Antigo, cada palavra tinha várias pronúncias, então até mesmo a diferença nas pronúncias se refletia na escrita.

Xiao Lin cuspiu em sua mente. Não é de se admirar que o normês antigo fosse o idioma original daquele mundo, mas foi rapidamente perdido na história. Ele foi substituído pelo Normês Padrão, muito mais simples. Pessoas normais não seriam capazes de ter uma forma tão dolorosa de escrever.

Uma pessoa normal definitivamente não seria capaz de completar este trabalho. Se alguém não entendesse o idioma, definitivamente não entenderia a maneira correta de escrever as palavras.

Embora o LV1 de Xiao Lin fosse mais do que suficiente para a tarefa, ele não ousou ser descuidado. As cópias finalizadas seriam entregues ao professor Brown para inspeção e, se ele notasse algum erro, Xiao Lin poderia ser multado. Além disso, as palavras do Normês Antigo tinham muitos traços, então o trabalho de cópia progrediu lentamente, gastando tempo e energia.

Xiao Lin chegou alguns dias depois de todo mundo, então já havia algumas placas de pedra que já haviam sido montadas. Graças às partes que Lolander já havia gravado, ele temporariamente não tinha muito o que fazer, então Xiao Lin poderia fazer isso com muito mais cuidado. Mesmo que as placas de pedra ao lado dele pudessem ser consideradas montadas, era realisticamente apenas 60 ou 70 por cento - algumas delas eram ainda mais baixas. Não havia como evitar, pois muito dele já estava perdido.

O restante deles fez um trabalho bastante semelhante à avaliação que Hank fez a Xiao Lin, tentando combinar as palavras onde deveriam estar, mas em uma escala maior e com uma escrita muito mais difícil. Eles precisavam encontrar as palavras e peças apropriadas de incontáveis fragmentos de pedra para continuar a partir de partes anteriores.

A julgar pelas marcas ao redor das placas de pedra, elas provavelmente tinham uma história muito, muito longa. Xiao Lin não conseguiu distinguir a origem daquelas placas de pedra desde que ele acabou de chegar. Ele também não perguntou a ninguém.

O professor Brown era realmente uma pessoa severa. O almoço foi enviado por alguém e nenhum deles teve permissão de sair do pátio. O salão principal do palácio tinha muitos pratos de pedra empilhados ao redor, e Xiao Lin e os outros escolheram almoçar lá. Todos os móveis da área já haviam sido removidos, deixando apenas as paredes cinza que tinham vestígios de decomposição. O corredor não tinha luz solar entrando, então a sala inteira estava escura. O tempo em Nova Washington também não estava ótimo naquele dia. Todo o céu estava coberto de nuvens e um vento frio soprava das janelas quebradas.

Comer em um ambiente escuro fez com que Xiao Lin se sentisse deprimido. Ele sugeriu comer em outra sala. O palácio podia não ser grande, mas ainda havia algumas outras salas. Lolander o rejeitou. Xiao Lin pegou sua comida e procurou por outros quartos, mas correu de volta muito rapidamente, encarando Lolander que estava rindo feliz.

“Você sabia o tempo todo que não éramos permitidos nas outras salas! Por que até mesmo há guardas nessas salas!” Xiao Lin disse com raiva.

O palácio realmente tinha pessoas postadas mesmo dentro dele, não apenas fora do pátio. Além do corredor principal e do corredor lateral onde eles estavam, todas as outras salas tinham alguém postado na frente. Essas pessoas também não pararam na frente dos quartos; eles escolheram se esconder em cantos escuros. Quando Xiao Lin quis entrar, eles pularam de algum lugar e um processo muito complicado de verificação de sua identidade se seguiu. Eles até chamaram o professor Brown para garantir que Xiao Lin fosse um aluno convidado da Dawn Academy antes de dispensá-lo.

O professor Brown o avisou para simplesmente não fugir sem motivo. Sem sua permissão, ninguém foi autorizado a entrar naqueles quartos, mas ele não deu nenhuma explicação adicional.

Isso só fez com que Xiao Lin ficasse ainda mais curioso. Ele já não tinha boa vontade para com a Academia de Juízes, então naturalmente tinha este pensamento em seu coração: 'Quanto mais você não quiser que eu saiba, mais profundamente irei investigar.'

Xiao Lin meio que brincando perguntou a todos o que exatamente estava na sala, e até perguntou se algum deles havia tentado se esgueirar. Ele podia sentir que eles eram pessoas muito fortes no time.

Eles foram unidos pelas correntes do espírito; além de entender as línguas uns dos outros, Xiao Lin podia realmente sentir que havia um poder indescritível dentro de alguns deles. Pode ser força mental ou apenas energia, mas sob as correntes, eles podiam sentir o poder um dentro do outro.

0 visualização0 comentário

Contate-me pelo Discord