A Vida de uma Planta - Capítulo 2: Em que eu me transformei ?!

Tradutor: Reik


"EU SOU JOHNATHAN P*RRA NORTH!"


Depois de vários gritos, ele se sentiu satisfeito.


Desde então, ele conseguia se lembrar de sua identidade; não adiantava repetir seu nome. Porém, o choque da morte foi tão forte que ele precisou se lembrar de alguns detalhes, caso contrário, tudo seria considerado um pesadelo.


Assim que conseguiu se ajustar melhor à realidade, a escuridão pareceu um pouco mais quente. Por hábito, ele começou a analisar os arredores de sua mente.


"Onde estou? Então, esta é a vida após a morte; mas onde é este lugar?"


A medida que ele se estabilizou mais, veio uma estranha energia fluindo em sua direção, formando-se ao redor; surpreendendo muito John.


"De onde está vindo essa energia? Por que ela simplesmente começou a fluir?"


Todas essas perguntas eram válidas. No entanto, ninguém estava presente para respondê-las e, mesmo que houvesse espectadores, eles ficariam estupefatos ao ver tal milagre; esquecendo de responder as perguntas!


Uma pessoa cautelosa não aceitaria presentes ambíguos, então como John poderia simplesmente aceitar essa energia? Apesar de se comportar com cuidado extra, o processo de análise do fluxo foi iniciado. Ao isolá-la, tentando ver a reação com ele mesmo e uma pequena parte controlada da escuridão circundante; John concluiu que era inofensivo estar em torno dessa energia. Mas esse fato não o fez absorvê-la, embora sua própria alma estivesse ansiosa para devorar esse fluxo.


Em seguida, o foco tinha que ser dado ao desejo e de onde ele se originava. Depois de um período de tempo desconhecido ter passado, um veredicto foi alcançado; a energia foi extremamente benéfica para uma semente que foi infundida em sua alma. Após uma inspeção mais detalhada, pode-se ver que esta semente era de fato o projeto mais recente de John. Depois de estabilizado; devido à magnitude da explosão inicial.


Depois de perceber o sucesso final de seu projeto, John não se arrependeu mais! Era preciso dizer que ele era um homem que pagou qualquer preço para ter sucesso.


Já que ele conhecia o funcionamento interno desta semente melhor do que seu corpo original, florescer seria uma certeza. Como ele não queria ser consumido ou testado mais tarde, algum planejamento meticuloso foi necessário. Ele começou a circular a energia ao redor do núcleo para fortalecer a funcionalidade da raiz, em vez de crescer no topo do solo primeiro para observar o ambiente.


Depois de confirmar, as raízes ficaram mais fortes, mais longas e mais rápidas; elas foram implantadas como soldados em miniatura em uma missão, para garantir mais energia e comida para John. Ele podia sentir vagamente algumas manchas tenras ao redor da semente; embora tivesse alguns nutrientes, John ordenou que as raízes se movessem em direção a áreas mais úmidas do solo; a borda de algumas raízes encontrou ramos de outras plantas. Que então foram ordenados a segurar completamente e absorver sua energia.


Havia uma desvantagem na planta que John estava projetando inicialmente; comeria qualquer outro tipo de planta perto de si. No entanto, deram-lhe uma vida útil curta, apenas até reunir todos os nutrientes necessários para os humanos. Depois disso, ele produziria várias sementes, antes da morte.

Depois de enviar todos os ramos o mais longe possível, mais energia começou a fluir. Se não houvesse uma forte vontade e controle firme sobre as operações da planta, ela já teria começado a quebrar lentamente a superfície. Alcançar o solo, anunciando sua chegada ao mundo. No entanto, com o controle de John, a semente continuou fortalecendo o núcleo; após cada rodada, seria necessário mais energia. Se os cientistas de sua vida passada pudessem ver tal cena, certamente perderiam a compostura e o chamariam de semente de cultivo!


Algum tempo depois, o fluxo de energia começou a diminuir, forçando John a ir mais fundo e encontrar mais plantas para usar como alimento. Ele não mostrava boa vontade nem mesmo para com as outras sementes, drenando-as completamente.


Muito tempo depois, de cima do solo, havia uma área de 1 metro com plantas meio mortas; elas estavam perdendo sua vitalidade a cada segundo que passava. Logo a área se expandiu para 2 metros, 3, 4 e mais plantas perderam seu verde para esta anomalia. No centro desse círculo, até o solo estava mudando de cor à medida que perdia fertilidade.


Depois de aplicar toda a vitalidade no núcleo muitas vezes; John estava feliz com os preparativos, então em seguida ele se concentrou em reunir o máximo de energia possível para aumentar as chances de romper o solo em uma única etapa. As plantas vizinhas começaram a morrer em um ritmo mais rápido. Essa velocidade teria quebrado o coração de qualquer fazendeiro, como eles puderam ver, a mudança das cores do verde saudável para o marrom escuro; até que estivessem totalmente seco.


Depois de destruir todas as plantas vivas em um raio de 7 metros; uma rachadura apareceu no centro do círculo da desgraça. Semelhante ao surgimento de um morto-vivo, uma rosa de haste. No entanto, a cor não era verde saudável, mas amarelo enfermo. como John tinha mudado os pigmentos de coloração para parecer uma planta doente e morta; a fim de se misturar para ficar a salvo de animais ou humanos.


Normalmente, uma planta leva um tempo adequado para crescer, mas John estava com muita pressa. Com planos anteriores, ele havia calculado a quantidade de energia de que precisava para crescer forte, tendo uma chance melhor. Reforçando as raízes, núcleo e caule, ele continuou a crescer até atingir o tamanho das plantas mortas ao redor. Esse tamanho foi resultado de cálculos baseados em conhecimentos prévios. Enquanto ele simplesmente reunia dados de outros experimentos. Formando uma relação entre o tamanho da raiz e o comprimento do caule; dando-lhe a confiança para estar muito próximo nos resultados.


Se os zeladores deste jardim visitassem, eles veriam apenas plantas meia mortas ao redor e uma muito doente no meio não atrairia atenção excessiva. Embora parecesse mais fraca, as raízes nefastas de John continuaram a se desenvolver, cada galho destruiria qualquer coisa em seu caminho.


Ao controlar a taxa de absorção de energia, a fim de evitar o surgimento de suspeitas; John percebeu um fluxo de luz no ar. Esse poder misterioso estava empurrando os instintos primordiais da planta para crescer e se reproduzir. Pelas medições de John, os efeitos foram mais fortes do que a luz do sol, exigindo mais nutrientes.


Essa descoberta respondeu a algumas perguntas; tal como a razão para o crescimento das plantas vizinhas, onde parecia que nenhuma luz poderia alcançar. Seus residentes próximos também tinham uma vitalidade muito forte; o solo era muito fértil para ter sido deixado sozinho também.


'Parece que estou em uma espécie de espaço de laboratório fechado, isso explicaria por que ainda não fui comercializado; já que eles ainda estão observando os resultados; eles esperavam que eu comesse os arredores. Mas e se eu evitar usar minhas raízes? Ou usá-los o suficiente para atrapalhar os outros em pequenas quantidades, mas em escala maior? Eles aumentariam o poder? Estou bastante interessado neste poder. ' Ele pensou para si mesmo.


Como é difícil mudar hábitos, John estava muito curioso sobre tudo. Nunca houve qualquer menção de plantas sencientes na vida real. Claro, ele havia lido sobre mitologia para obter ideias, às vezes até direções. Como ele estava em uma parte inovadora de sua pesquisa, tudo à sua frente era um território desconhecido, permitindo-lhe escolher a direção!


Planejar várias etapas com antecedência foi a razão de seu domínio no xadrez. Assim, conforme descrito anteriormente, os ramos começaram a se multiplicar em um ritmo acelerado para cobrir o máximo de terreno possível. Era preciso saber que essa façanha não teria sido possível sem um forte conhecimento do funcionamento interno da semente e do núcleo reforçado. Interromper o crescimento da vida nas proximidades, levou a um aumento do poder misterioso. Para corrigir as condições do jardim, o poder empurrava as plantas para o crescimento, ao mesmo tempo que enriquecia o solo; como se programado para fazer isso. Já que até tentou ajudar John, o culpado, a florescer também; John concluiu essa função por meio de sua raiz.


Agora, com o aumento da quantidade desse poder, os testes começaram. Depois de algum tempo passado, um veredicto foi alcançado; teria feito John franzir a testa se ele tivesse algum rosto!


Este misterioso poder não poderia ser explicado por nenhum meio científico; ao contrário, tinha algumas das funções mitológicas de Mana!


'Esta energia parece estar mais próxima de mana em comparação, então onde é esse lugar? É possível eu ter reencarnado como alguns romances descrevem? Se sim, quais são as características deste mundo? Isso muda muitos fatores conforme aumenta as variáveis e desconhecidos. '


Depois de fazer uma pequena porção de seu caule absorver o mana; ele observou o novo comportamento dessas células. Percebendo hiperatividade e forte sede de multiplicação neles, ele entendeu que esse mana havia sido adulterado para ajudar as plantas a se reproduzirem. Após ponderar os próximos movimentos, John enviou o mana diretamente para suas raízes. Aumentar a velocidade de reprodução significou a desgraça para o jardim. Como ele enviava mana para as raízes e usava o fluxo natural de energia, que ele chamou de energia vital, para usar em seu núcleo e caule.

Usando uma pequena quantidade de mana, ele aumentou a funcionalidade do núcleo e ajudou o caule a se tornar mais largo para melhor proteção.


Matar muitas plantas aumentou a taxa de fluxo de mana, que ele usou para fazer crescer mais raízes, gerando mais energia vital para si mesmo e menos vida para outras plantas; levando à liberação de mana extra. Este ciclo vicioso continuou por um período desconhecido de tempo até que John ouviu uma voz em sua cabeça.


<Como você é uma espécie desconhecida de planta, por favor, escolha seu caminho futuro>


'O que diabos é isso? Eu tenho um sistema de trapaça? Já era hora, agora vamos obter algumas respostas.'

17 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Contate-me pelo Discord